Sobre o autor: Camilo Manfredi

Camilo Manfredi (camilo.manfredi@neogrid.com) é graduado e pós graduando em Engenharia de Produção Elétrica pela FEI - São Bernardo do Campo e cursa pós graduação em Administração pela FGV – São Paulo. Atuou em diferentes projetos de transformação da cadeia de abastecimento em todo o Brasil. Atualmente é Gerente de Projetos em Supply Chain Management na NeoGrid.

Nos dias de hoje a comunicação interna em uma empresa é peça fundamental para saúde e longevidade da operação. O que acontece em Vendas não é só importante para Vendas, da mesma maneira que informações da Produção não podem ficar apenas com as pessoas de Produção. Muitas empresas não se preocupam com o nível em que as informações estão sendo transmitidas e comprometem a comunicação interna de uma maneira a desalinhar toda operação e as estratégias empresariais. Isso ainda não considerando todo o trabalho operacional de ajuste nestes dados em que o recebedor é obrigado a manipulá-los para transformá-los na sua realidade. O ponto mais importante de tudo isso é que, manipulação esta sujeita a erro e problemas provavelmente acontecerão.

Um exemplo deste desalinhamento encontrado em muitas empresas é o nível de cadastro dos produtos e seus agrupamentos. Assim que uma empresa inicia a codificação de seus produtos e agrupamentos, é muito importante que todas as áreas estejam alinhadas para que a comunicação futura seja eficaz.

Imaginem o seguinte cenário, em uma indústria fabricante de celulares existem duas atividades que acontecem em duas respectivas áreas distintas, a área de Vendas faz o planejamento de demanda e a área de Supply produz e faz a reposição dos produtos. Os dados de Vendas necessariamente devem chegar a Supply da mesma maneira que os dados de Supply devem chegar até Vendas. Como seria possível a comunicação se os níveis trabalhados com estes dados forem diferentes? Realmente essa pergunta parece ser facilmente respondida com o alinhamento do nível da informação, porém normalmente os sistemas de gestão integrados não consideram esta diversidade entre as áreas e acabam prejudicando a comunicação interna. Ao longo do ciclo de vida de um produto, ele pode ter sido trabalho com diversos códigos devido a inúmeros motivos, mudanças de embalagem, ajustes no processo de produção, alterações de matérias prima, entre outros, criando obstáculos entre as áreas.

Uma sugestão para este desalinhamento seria a revisão cuidadosa de todo o cadastro dos produtos, de seus agrupamentos e a criação de um NOVO AGRUPAMENTO COMUM entre as principais áreas da empresa. Este novo agrupamento tornará a comunicação rápida e precisa, pense nisso!

Estrutura de Produto

Comente esse artigo